Entre janeiro e junho, frigoríficos abateram 13,8% mais fêmeas do que no mesmo período em 2017

Pela primeira vez nos últimos quatro anos, as fêmeas superaram os machos na linha de abates de janeiro a junho no Estado de Mato Grosso. De acordo com levantamento do Instituto Mato-Grossense de Economia Agropecuária, nos seis primeiros meses do ano foram abatidas 1,27 milhão de fêmeas, alta de 13,8% em relação a igual período no ano passado.

Em seu relatório semanal, o Imea destaca que o aumento na participação das fêmeas é um dos indicadores da virada do ciclo pecuário. “No momento, o setor passa pela fase de descarte de matrizes, o que pode servir como fundamento para a melhora nos preços da reposição em um futuro próximo”, prevê a publicação.

Além das fêmeas, o número de machos abatidos em MT também cresceu neste ano. Durante o primeiro semestre foram abatidos 1,2 milhão de animais, 3,5% a mais do que em igual período no ano passado.

Fonte: Imea MT / Portal Dbo.


Fonte: DBO

Notícias