As cotações do milho seguem em alta na maior parte das regiões acompanhadas pelo Cepea. Os aumentos mais expressivos são verificados nas praças consumidoras, como São Paulo.

Segundo colaboradores do Cepea, a alta está atrelada principalmente ao aumento do frete nos últimos dias, reflexo do avanço do escoamento da soja.

Entre 16 e 23 de fevereiro, o Indicador Esalq/BM&FBovespa (referência Campinas – SP) subiu significativos 8%, fechando a R$ 36,76/saca de 60 kg na sexta-feira, 23 – o maior patamar nominal desde janeiro/17.

Fonte: Cepea

Fonte: DBO

Notícias