Para se proteger de altas no preço, confinadores podem considerar opções de compra do grão no mercado futuro

A produção de milho na safrinha de 2017 foi recorde e devolveu ao mercado o fluxo de abastecimento normal do cereal que havia sido comprometido com a estiagem de 2016. O volume produzido foi tão grande que foi suficiente para reabastecer o mercado e trazer os estoques de passagem para um dos maiores níveis da história, que resultou em uma situação de abastecimento bastante confortável para esse início de 2018.

Apesar dessa situação confortável, em termos de meses de consumo em estoque, a dinâmica de preços do restante do ano irá depender enormemente da evolução da safrinha que está sendo plantada agora e, quando falamos em safrinha, os riscos climáticos sempre são muito representativos mesmo quando ela é plantada dentro da janela ideal. Acredito que o ano de 2016 ainda está bem vivo na memória de todos os consumidores de milho.

Uma estratégia para tentar se proteger de algum impacto adverso do clima na safrinha pode ser a aquisição de opções de compra (call) de milho no mercado futuro. A ideia seria fazer essa opção como um seguro que idealmente não será usado e para tanto o ideal seria gastar o mínimo possível nela. Com esse raciocínio em mente, uma alternativa que vem sendo usada por alguns confinadores é a compra de call para o mês de maio de 2018. Caso o clima colabore com o desenvolvimento das lavouras até maio, o potencial produtivo da safra será atingido e o “seguro de preços” não será usado, se ao contrário, tivermos algum evento climático adverso, que impacte de forma significativa a produção, o confinador estará protegido da alta acima do nível de sua opção de compra. Uma alternativa disponível seria a call de maio de nível R$38,00/saca que foi negociada ao redor de R$0,25/saca.

Muitos podem achar desnecessário comprar proteção para preços acima desse patamar, porém é sempre válido lembrar que quando se trata de clima, tudo é possível, basta lembrar que há dois anos o contrato de maio/16 foi liquidado acima de R$51,50/saca. Investir um valor pequeno por saca para minimizar um risco, que é extremamente difícil de ser mensurado, é sempre uma alternativa que merece ser analisada com atenção.

Scot Consultoria

Fonte: DBO

Notícias